Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Marabá Industrial realiza certificação de Conselheiros Tutelares

  • Publicado: Quinta, 13 de Fevereiro de 2020, 11h10
  • Última atualização em Quinta, 13 de Fevereiro de 2020, 11h13
  • Acessos: 143

 

   O Campus Marabá Industrial certificou nesta quarta-feira, 13, em cerimônia realizada na biblioteca da instituição, 14 Conselheiros Tutelares que participavam de curso de formação. A oferta do curso foi uma iniciativa da Escola de Conselheiros Tutelares do Instituto Federal de Rondônia (IFRO) em parceria com o Instituto Federal do Pará (IFPA) e teve como principal objetivo realizar a formação continuada desses agentes.

   Participaram da cerimônia de certificação o reitor substituto, professor André Moacir Miranda; o pró-reitor de Extensão, professor Fabrício Alho; o diretor substituto do Campus Marabá Industrial, Juliano Bozi; o diretor de Ensino, Everaldo Fernandes; e o coordenador de Extensão Caio Brasil.

   A proposta do curso consistiu na oferta de um curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de 200 horas, dividida em cinco módulos de 40h, na modalidade semipresencial. As aulas aconteceram uma vez por mês e foram transmitidas ao vivo, via satélite por meio de teleaulas, para os polos de apoio, que funcionaram nos Institutos Federais dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

   No estado do Pará o curso aconteceu em cinco núcleos: IFPA Bragança, IFPA Santarém, IFPA Breves, IFPA Conceição do Araguaia e IFPA Marabá Industrial. Aproximadamente, 600 pessoas foram formadas com a abordagem dos seguintes eixos: Direitos Humanos e a Doutrina da proteção integral de Crianças e Adolescentes; Gênese, histórico e fundamentos; Estado, Políticas Públicas e Democracia; Conselhos dos Direitos e Conselhos Tutelares: O Ético, o Político e o Técnico; as Políticas Públicas de Atendimento e Planos Nacionais.

   As assistentes sociais Elizabeth Branch, do Campus Tucuruí, e Wedylla Brandão, da Prefeitura de São Domingos do Araguaia foram as tutoras do curso. Para a conselheira Leiliane Jorge, do município de Rondon do Pará, o curso foi excelente, principalmente por ter abordo todo o contexto histórico e as lutas pela garantia dos direitos da criança e do adolescente, o que, segundo ela, mudou sua forma de atuar.

   “Eu vou levar essas informações para além do meu trabalho, para a minha vida também. Acrescentou de maneira significativa na minha atuação como conselheira, tenho mais segurança na tomada de decisões, existe uma nova conselheira em Rondon”, disse Leilane.

   Os alunos certificados foram: Andrezza Ramos, Calina Toniato, Edilza Alves, Eliene Paixão, Francicleia Santana, Gilmara Camara, Jesus Alves, Karine Lima, Leiliane Jorge, Maria Nascimento, Robson Souza e Sandra Almeida.

   Everaldo Fernandes, diretor de Ensino do Campus Marabá Industrial, falou sobre a participação do campus. “Foi uma satisfação poder contribuir com a formação desses membros e futuros conselheiros tutelares, assim a instituição está cumprindo com o seu papel social de formação cidadã”.

   O Pró-reitor Fabrício Alho destacou o papel do IFPA na oferta do curso. “O instituto também tem esse papel, não só de formar jovens e adultos, mas também de se envolver em todas as ações ligadas ao desenvolvimento regional, incluindo esse olhar para as nossas crianças e adolescentes, com a formação de conselheiros cada vez mais capacitados para atender melhor as suas necessidades. Então, quando fomos convidados a participar deste projeto o reitor Claudio Alex, aceitou quase que de imediato e colocou a estrutura do IFPA à disposição”.

   Fabrício também enfatizou que o instituto vem se mobilizando para que a formação seja ofertada novamente. “Estamos nos esforçando para que o curso possa ser ofertado novamente, pois houve eleição para conselheiros e muitos ainda não participaram desta formação, o que pode garantir uma atuação muito mais segura na defesa dos direitos da criança e do adolescente”.

Ascom Campus Marabá Industrial

registrado em:
Fim do conteúdo da página
-->